segunda-feira, 9 de março de 2009

Sorriso de bebê provoca sensação de bem-estar na mãe

Passeando pelos sites de notícia, encontrei na Globo.com esse artigo, que chamou a minha atenção por ter uma grande amiga (a minha melhor amiga) recém chegada na condição de mamãe.
Quando trazemos uma criatura ao mundo, mais do que todos que nos rodeiam, sentimos algo tão forte, que nos imaginamos sozinhas e isoladas nesse sentimento, tamanha é sua extensão.

Felizmente isso não é verdade, eu sei como as mães se sentem pois também sou uma e há nove anos sinto os sabores e dissabores desse verdadeiro estado de graça. Dedico esse post à Thaiza, minha amiga querida e seu bebezinho, meu sobrinho de coração.

Sorriso de bebê provoca sensação de bem-estar na mãe
Novo estudo mostra o que acontece no cérebro da mãe quando ela vê seu filho sorrindo

Qual mãe não se derrete ao ver o sorriso de seu filho estampado no rosto? Pesquisadores do Texas Children´s Hospital, nos Estados Unidos, descobriram que o sorriso do bebê provoca alterações no cérebro das mães associadas à recompensa e ao prazer. Para estudar essa relação, foram analisadas 28 mulheres americanas que eram mães pela primeira vez, com filhos entre 5 e 10 meses. Elas se submeteram a exames de ressonância magnética, para medir o fluxo sanguíneo no cérebro, enquanto viam fotos de seus filhos e de outras crianças. O resultado mostrou que, quando as mães observaram o rosto de seu filho sorrindo, áreas do cérebro ligadas à recompensa ficavam “acesas” durante o exame, aumentando a produção da dopamina (neurotransmissor que estimula o sistema nervoso central, produzindo a adrenalina). Quando as mães viam imagens de seus filhos chorando ou de crianças desconhecidas, a reação do cérebro era menos significativa. “A pesquisa evidencia o quanto ver o filho feliz traz sensação de prazer para a mãe. Principalmente quando são bem pequenos, que é aquele momento em que os vínculos estão se formando. Fica comprovado o que já se sabia: a existência do amor materno”, diz Márcia Listik, neurologista do Hospital São Luiz, em São Paulo.
Para Rita Calegari, psicóloga do Hospital São Camilo, o sorriso genuíno já traz sensação de bem-estar de quem o recebe e fortalece as relações humanas. Quando é de um filho, provoca um ciclo chamado retroalimentação. Ou seja, o sorriso do bebê estimula o cérebro da mãe, que passará a interagir ainda mais com o seu filho, e ele irá responder de forma positiva aos estímulos recebidos da mãe. O objetivo do recente estudo, publicado no jornal Pediatrics, é explicar o forte vínculo da mãe com o bebê, a forma única como ela reage ao ver seu filho e o quanto a interação nos primeiros meses de vida é fundamental para o desenvolvimento da criança.

Fonte: globo.com
Ana Paula Pontes

Imagens retiradas da Net (peguei umas bem batidas pra ninguém reclamar)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se gostou elogie, se não gostou, contribua, mas seja educado ou passo a faca no seu comentário... Somos pessoas civilizadas não somos???!!